Seleção feminina de vôlei estréia com derrota na Liga das Nações

Depois de perder para a Alemanha, o próximo jogo de vôlei feminino da seleção brasileira é contra o Japão.

O próximo grande teste para a Seleção Brasileira na Liga das Nações acontece nesta quinta-feira, quando o time entra em campo contra a Sérvia, atual vice-campeã olímpica - perdeu a final do Rio 2016 para a China -, fechando a primeira semana de disputas do novo torneio do calendário do vôlei mundial. Ontem, o time comandado por Zé Roberto Guimarães recebeu a Alemanha no ginásio José Corrêa, em Barueri (SP), e até largou bem, mas viu as adversárias virarem e vencerem com certa tranquilidade por 3 sets a 1 (15/25, 25/22, 25/18 e 25/20), em quase duas horas de partida.

O time verde e amarelo voltará à quadra às 15h05 desta quarta-feira (16.05) contra o Japão. Sabemos que esse foi o primeiro jogo da temporada.

O treinador José Roberto Guimarães pediu uma melhora no sistema defensivo do time brasileiro. Agora, com novo nome e formato, a competição terá 16 equipes na disputa pelo título. "Poderíamos ter atuado um pouco melhor e ido para cima da Alemanha". No entanto, o nosso sistema defensivo não funcionou e quando a relação bloqueio-defesa não ajuda, a gente começa a sentir o jogo.

Para Zé Roberto, a Liga das Nações será um desafio para o Brasil não só na parte técnica, como também nos aspectos táticos.

A lista de convocadas por José Roberto para a Liga das Nações conta com as levantadoras Roberta, Macris e Dani Lins; as opostos Tandara e Monique; as ponteiras Gabi, Rosamaria, Drussyla, Amanda e Natália; as centrais Carol, Bia, Adenízia, Mara e Thaisa; e as líberos Suelen, Jaqueline e Gabi Guimarães.

Alemanha: Hanke, Fromm, Geerties, Lippmann, Scholzel e Grunding.

Edition: