Lula pede ao STF que delações da J&F não sigam para Moro

Por isso, pediu ao ministro do STF Edson Fachin que termos complementares da delação premiada de Joesley Batista sejam enviados apenas à Justiça Federal em Brasília, informa o Blog do Fausto.

O petista está preso desde o dia 7 de abril na sede da polícia Federal em Curitiba, cumprindo pena de 12 anos e 1 mês após condenação imposta por Moro, confirmada em seguida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), no processo do tríplex do Guarujá.

"Tal pleito, com todo o respeito, a um só tempo incorre na possibilidade de o peticionário vir a ser investigado/processado por fatos similares em juízos distintos, afigurando evidente situação de insegurança jurídica", alega a defesa de Lula. Em contrapartida, o PT teria recebido contribuições em contas no exterior, que poderiam ter Lula como beneficiário.

Edition: