Chapecoense vence o Atlético-MG nos pênaltis e avança — Copa do Brasil

A Chapecoense também procura sua classificação. Titulares nos últimos jogos, o zagueiro Gabriel e o meio-campista Luan saem do time.

O verdão não poderá contar com Leandro Pereira, que já atuou na edição pelo Sport, porém terá a volta de Luiz Antonio, que está totalmente recuperado da lesão muscular na coxa e estará à disposição para o jogo contra o Atlético Mineiro. Aos poucos o Atlético-MG foi reequilibrando a partida e voltou a levar perigo. A Chapecoense tinha o veterano Wellington Paulista como principal referência. Em Chapecó (SC), às 19h30 (de Brasília), Chapecoense e Atlético-MG entram em campo para definir quem fica com a vaga para a próxima fase. Com a mesma postura do jogo de ida, a Chapecoense apostou nos contra-ataques para assustar o goleiro Victor, que salvou na melhor chance criada na etapa inicial em cabeceio de Wellington Paulista já nos acréscimos.

O Galo não pode vacilar e tomar o primeiro gol, tem que ter atitude, ir pra cima com garra e tentar marca logo no começo do jogo. Na decisão, Jandrei defendeu a cobrança de Ricardo Oliveira e viu a batida de Róger Guedes sair por cima da meta. Pouco depois, Bruno Pacheco cobrou falta da direita e Victor mandou para escanteio. Cinco minutos depois, Wellington Paulista até tirou de Victor ao ser lançado frente a frente com o goleiro, mas Fábio Santos cortou.

O Atlético voltou a pressionar com chute de Elias no cantinho de Jandrei e bomba de Cazares, mas enfrentou ainda mais dificuldade com a expulsão de Fábio Santos após falta em Apodi. A Chape ainda teve sua última chance com Bruno Silva, mas a disputa foi decidida nos pênaltis.

Confiante após a vitória sobre o Flamengo, a Chapecoense promete jogo bastante acirrado e mostra força em busca da inédita classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Thiago Larghi fez duas mudanças em relação ao time que encarou o Atlético-PR: na zaga e no meio.

Edition: