Policial mata duas jovens que o acusaram de estupro e comete suicídio

Mãe e duas filhas foram encontradas mortas na sacada do segundo andar da casa.

Segundo informações da polícia, ele estava preso na Casa de Custódia suspeito de abusar sexualmente das adolescentes assassinadas.

Um policial civil de 40 anos invadiu uma casa, na madrugada desta terça-feira (15), e matou uma mulher e duas filhas dela em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ele disparou contra a cabeça das vítimas e em seguida se matou.

O companheiro de Luciana, que conseguiu fugir juntamente com outra irmã das vítimas, contou à polícia que a motivação do crime seria a condenação do investigador pelo crime de estupro contra as vítimas Nathalia e Victoria.

Em nota, a Polícia Civil ainda informou que as investigações começaram imediatamente após os assassinatos e estão sob a responsabilidade do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O marido da mulher de 40 anos e sua filha mais velha que estavam no local, não foram feridos. Em seguida, o policial atirou contra a própria cabeça. A perícia recolheu cinco cápsulas de munição.380 e outra bala intacta do mesmo calibre.

Edition: