Placas terão padrão do Mercosul até dezembro

A discussão sobre a necessidade de mudança de placas no Brasil não é de hoje, a primeira Resolução para a implantação das Placas Mercosul, foi anunciada oficialmente em setembro de 2014, através da Resolução nº 510 do Conselho Nacional de Trânsito, o CONTRAN, em reunião com os representantes dos países integrantes do bloco socioeconômico e para dar cumprimento à obrigação estabelecida por um acordo internacional. Os proprietários de veículos poderão adquirir as placas nas empresas credenciadas pelo Denatran. Para veículos já emplacadas, a troca será opcional. O texto traz ainda outras novidades, como os critérios para que fabricantes dos dispositivos e estampadores possam se credenciar para produção, acabamento e comercialização dos novos modelos.

Os Detrans serão interligados ao sistema de dados do Denatran, que é responsável por liberar a nova combinação alfanumérica das placas. Segundo João Eduardo Melo, coordenador geral de informatização e estatística do Denatran, a nova placa vai reforçar o controle sobre os fabricantes. O código permitirá, inclusive, verificar a autenticidade do produto. No lugar do formato com três letras e quatro números, as novas placas virão com quatro letras e três números - como já acontece na Argentina.

Em Pernambuco, mais de 120 fábricas de placas já estão autorizadas a produzir seguindo o novo padrão. As novas terão três letras, um número, depois mais uma letra e mais dois números, sendo o último indicador do mês de pagamento do IPVA. A cor do fundo será branca com margem superior azul, contendo no lado esquerdo o logotipo do Mercosul e do lado direito a bandeira do Brasil.

O presidente do Detran/PE, Charles Ribeiro, disse que os motoristas devem ficar tranquilos. Se comprar usado ou transferir a propriedade também. "Não tem 'aperreio', porque não há um prazo". "Como a placa não tem mais lacre, nem tarjeta, nem o fio que a liga ao veículo, ela deverá custar em torno de R$ 60 a R$ 70, quando atualmente ela fica em torno de R$ 140, valores sem as taxas do Detran", diz.

Edition: