Novo filme de Lars Von Trier estreia em Cannes

O novo filme do diretor dinamarquês Lars von Trier, o longa de terror 'A casa que Jack construiu' sofreu forte rejeição do público em sua primeira exibição, na noite desta segunda-feira (14), fora da mostra competitiva do Festival de Cannes.

Lars Von Trier retornou ao Festival de Cannes como sempre se espera dele: cercado de polêmicas.

Mesmo assim, existem relatos de que dezenas de jornalistas e críticos saíram da sessão das 22h30 antes do final do filme e as reações de nojo e indignação chegaram às redes sociais.

Em 2011, Lars von Trier expressou a sua "simpatia" por Hitler durante a conferência de imprensa de imprensa de "Melancolia". O filme será apresentado fora da competição oficial. Exibido na manhã de terça para a imprensa na Croisette, The House That Jack Built fez muita gente sair do cinema, 25 minutos após sua projeção começar, parte pelas ações violentas de seu protagonista - um psicopata com TOC por limpeza - parte pela impáfia de Lars ao retratar mortes sob uma perspectiva debochada. Experimentamos a história pelo ponto de vista de Jack, que visualiza cada assassinato como uma obra de arte, mesmo que sua disfunção lhe cause contratempos no mundo exterior.

Lars von Trier volta ao Festival de Cannes pela 'porta dos fundos' 7 anos após escândalo
Lars Von Trier choca Cannes com 'The House That Jack Built'

The house that Jack built é o primeiro longa de Lars desde a dobradinhaNinfomaníaca: volumes 1 e 2 lançados em 2013.

Entre as vítimas do assassino estarão nomes como Uma Thurman (Kill Bill: Volume 1, 2003), Siobhan Fallon Hogan (Deuses americanos, 2017) e Sofie Gråbøl (The killing, 2012).

Desde o escândalo, o diretor dinamarquês, que ganhou a Palma de Ouro em 2000 por "Dançando no escuro", não havia voltado ao festival.

Edition: