Direção do Sporting chama Jorge Jesus para reunião de emergência

Por outras palavras, Bruno de Carvalho pôs o objetivo de sacudir culpas (ou pior, a vingançazinha adolescente) acima dos 30 milhões de euros que a Liga dos Campeões poderia valer e do estado de espírito que se deseja a uma semana da final da Taça de Portugal.

Já este sábado, Bruno de Carvalho, em entrevista ao Expresso, reiterou as críticas ao plantel leonino e a Jesus.

Por outro lado, perguntou aos jogadores se estavam bem fisicamente e se precisavam de alguma coisa.

Jorge Jesus e adjuntos não foram contudo os únicos chamados a Alvalade para a reunião. Jogadores e presidente reúnem-se duas vezes, primeiro em Alvalade, depois em Alcochete.

"Qual processo disciplinar? Eu percebo que vocês (jornalistas) têm de trabalhar, mas nós, administração e Conselho Diretivo, também temos de trabalhar". Depois, o líder "leonino" vai à sala de imprensa e queixa-se dos insultos.

Bruno de Carvalho cancela conta no Facebook.

Com este novo cenário em cima da mesa volta-se a discutir a continuidade de Jorge Jesus à frente do Sporting. Todos festejam e todos são aplaudidos.

O Benfica venceu o Moreirense por 1-0 no encerramento da I Liga e alcançou o segundo lugar, relegando o Sporting para terceiro, que fica qualificado diretamente para a Liga Europa. Não têm dúvidas nenhumas, têm é informações para me dizer a mim.

Este Sporting, que parecia ter arribado após a derrota em Madrid, frente ao Atlético, viria a tornar-se numa grande desilusão na ponta final do campeonato, perdendo cinco pontos em dois jogos (Benfica e Marítimo), o que acabou por ser fatal para as suas ambições. Jesus e os jogadores são confrontados com a insatisfação dos adeptos, tanto no Funchal, como no regresso a Lisboa.

Edition: