Delegado da PF morre após ser baleado em assalto na própria casa

O delegado acordou e estava armado quando encontrou os ladrões. Na troca de tiros, o delegado e mais um ladrão foram baleados.

Os suspeitos morreram durante intensa troca de tiros com policiais.Nenhum policial morreu no tiroteio, mas quatro acabaram levemente feridos por estilhaços.

Segundo o GOE, um dos suspeitos, de 33 anos, já tinha cinco passagens por roubo e estava na saída temporária de Dia das Mães. Ao menos um deles no peito. O criminoso baleado havia recebido o benefício da saída temporária de Dia das Mães. O seu estado de saúde, segundo o tenente da PM, é grave. "O Morumbi tem muitas mansões abandonadas, por diversos motivos, o que atrai pessoas mal intencionadas de fora, como é o caso desses dois", disse o Major. Mauro Sérgio Sales Abdo foi levado para o Hospital Albert Einstein, também no Morumbi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. "A Polícia Federal em São Paulo manifesta seu pesar aos familiares, amigos e policiais federais e reafirma que continuará envidando todos esforços para contribuir com a solução deste crime, lutando diariamente pela construção de uma sociedade cada vez mais segura", destacou a nota. Os criminosos faziam parte de uma quadrilha especializada em assaltos a casas de luxo no bairro, segundo informou a Polícia Civil. "A diretoria está acompanhando o caso para que os criminosos sejam responsabilizados e encarcerados, a fim de que não voltem a delinquir", informou em nota.

O caso foi encaminhado ao Departamento Estadual de Investigações Criminais, onde será investigado.

Salles Abdo trabalhava na Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários.

Edition: