Temer completa 2 anos de governo envolto em denúncias

O presidente Michel Temer (MDB) usou as redes sociais para comemorar o aniversário de dois anos à frente do governo federal, completados neste dia 12 de maio, e exaltar as conquistas obtidas no período.

Compilação das mais de 200 pesquisas de avaliação de governo feitas pelo Datafolha nas últimas três décadas mostra que a média do atual presidente da República nesses 24 meses é pior até mesmo do que a dos antecessores que sofreram impeachment, Dilma Rousseff e Fernando Collor. Os defensores da crise perderam.

"Temos um novo Brasil, mais forte, mais otimista". As mudanças precisam continuar. Ele disse que assumiu o cargo com a missão de "retirar o país da sua mais grave recessão, estancar o desemprego, recuperar a responsabilidade fiscal e manter os programas sociais". "O Brasil aprendeu a crescer com consistência", diz Temer em publicação na sua página oficial no Twitter. "De fato, tudo isso foi feito", garante o presidente.

O presidente destacou a retomada da economia e da oferta de empregos no país. "O emprego voltou, com cerca de 204 mil vagas com carteira assinada em 2018 e mais de 1,5 mi de postos de trabalho gerados no último ano". A recessão que dizimava mais de 150 mil empregos/mês acabou.

"Tive a coragem de fazer a reforma do Ensino Médio e a Base Nacional Comum Curricular, demandas de mais de 20 anos dos educadores brasileiros". "A mudança na educação das nossas crianças e jovens já começou". Segundo ele, em seu governo foram criadas 500 mil vagas de ensino integral.

- O governo está investindo R$ 2 bilhões na Política de Formação de Professores, beneficiando 190 mil mestres.

Edition: