Fraudes no Seguro-Desemprego bloqueia mais de 7 mil requerimentos no Estado

Até abril de 2018, as fraudes bloqueadas chegaram a R$ 26,3 milhões.

Em seguida aparecem Alvorada, que teve 15 requerimentos bloqueados, chegando a R$ 106,2 mil; Gravataí, que em 16 fraudes bloqueadas atingiu R$ 82,1 mil; e Bento Gonçalves, com 12 bloqueios e cerca de R$ 75 mil.

Brasil Em todo o Brasil, o sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho (MTb) em dezembro de 2016 já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até abril de 2018.

R$ 313.695.406,00 em fraudes já bloqueadas e R$ 651.893.985,00 em ilícitos previstos. Dentre as categorias do seguro - Emprego Formal, Doméstico, Pescador e Bolsa Qualificação - a que liderou o número de casos foi a de Emprego Formal. Todos os casos do Piauí foram na modalidade Emprego Formal. Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o programa Antifraude evitou R$ 313,7 milhões em fraudes em todo o Brasil.

O secretário-executivo do MTb, Leonardo Arantes, explica que esta solução também inclui funcionalidades e recursos tecnológicos para auxiliar e alavancar as atividades de controle quando há manipulação, análise e tratamento de grandes volumes de dados. Além de Rondonópolis, as irregularidades foram observadas em 11 municípios do Estado, sendo 32 casos em Cuiabá, 11 em Barra do Bugres e três em Lucas do Rio Verde.

NúmerosR$ 2 mi é o valor desviado do seguro-desemprego em sete cidades do Rio Grande do Norte; R$ 1,7 mi é o valor desviado em 286 requerimentos identificados em Natal pelo Ministério do Trabalho. Em todo o Brasil, o prejuízo é de aproximadamente R$ 1 bilhão em fraudes do mesmo perfil. A situação resultou em uma operação conjunta do ministério com a Polícia Federal, no fim de abril, que terminou na prisão de um servidor envolvido no pagamento do seguro defeso a pescadores. O foco nos dois estados tem motivo: o Maranhão é o líder do ranking de fraudes descobertas, enquanto o Pará ocupa a terceira posição, atrás do estado de São Paulo, que está em segundo. E no Pará, com 9,2 mil casos interceptados, a economia alcança mais de R$ 55,4 milhões.

Apesar de o mercado financeiro ter reduzido novamente a projeção para o crescimento da economia neste ano, passando a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,75% para 2,70%, de acordo com o mais recente boletim Focus do Banco Central, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, disse estar otimista quanto ao aumento das contratações neste ano.

"São recursos importantes para trabalhadores gaúchos e que devem ser utilizados em momentos de dificuldade, de desemprego".

Edition: