MTST ocupa tríplex do Guarujá, pivô da prisão de Lula

- xico sá (@xicosa) April 16, 2018Olha lá: MTST e Povo Sem Medo ocuparam o Triplex do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula. "Essa é uma ação de denúncia à farsa judicial que levou o Lula para a prisão", diz Boulos em vídeo publicado em suas redes sociais. "Se não é, precisam de explicar por que é que está preso", acrescenta Boulos à Folha de São Paulo. Trinta pessoas teriam pulado as grades do prédio e subido 16 lances de escada.

Os manifestantes colocaram uma grande faixa do movimento na varanda do tríplex, que é virada para a fachada no prédio.

Com faixas penduradas na sacada, o movimento escreveu: "Se é do Lula, o povo poderá ficar".

Um representante do condomínio bateu na porta, que está travada por um pedaço de madeira, e perguntou se os militantes tinham ciência de que estavam cometendo um crime. A ação de ocupação demorou cerca de quatro horas.

De acordo com o coronel do 21° Batalhão de Polícia Militar do Interior, Luiz Fernando Stefani, não houve negociação, mas um acordo para a saída dos manifestantes até as 11h45.

A Polícia Militar acompanham o protesto.

Enquanto Lula negociava como iria se entregar à Polícia Federal, Boulos foi presença constante no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Militante estende bandeira do MTST do alto do edifício Solaris.

Elenice Soares Medeiros, 66, disse ter se sentido humilhada e com medo pela invasão. "Tenho 66 anos, o meu coração e a minha pressão foram a mil", disse.

Segundo ela, o grupo passou pelo seu andar até chegar ao tríplex sob investigação, atribuído ao presidente Lula.

Edition: