Atlético-PR assume a liderança e Corinthians vence com 'Reidriguinho — BRASILEIRÃO

Antes da bola rolar, dois tabus pairavam sobre o confronto entre as equipes: primeiro deles sobre a Chapecoense nunca ter perdido em uma estreia de Série A; segundo, que a mesma Chapecoense jamais venceu o Atlético dentro da Arena da Baixada. Com intensidade, o furacão chegou a ter 82% da posse de bola e levou perigo ao gol de Jandrei em nove finalizações.

Na volta do intervalo, a Chape aproveitou o defeito atual do Furacão: a bola aérea defensiva. E com gols de Pablo, Nikão, Thiago Carleto, Matheus Rossetto e Éderson aplicaram uma sonora goleada, deixando o torcedor rubro-negro em êxtase. Otero abriu o placar para o Atlético-MG no início do primeiro tempo e controlou o jogo até os 41 minutos do segundo tempo, quando Wagner deixou tudo igual.

"No ano passado, além de ter feito sua melhor campanha, a Chapecoense conseguiu um calendário importântíssimo pra esse ano e é o que temos que ambicionar novamente", comentou o treinador. O camisa 9 não conseguiu aproveitar o rebote na cobrança de falta de Carleto. Do outro lado da classificação aparecem os perdedores da rodada: Chapecoense na lanterna, Sport à sua frente, com Ceará e Bahia fechando a zona de rebaixamento.

Logo aos dois minutos do segundo tempo, o susto: a Chapecoense abriu o placar. A resposta do Furacão veio quatro minutos depois. Aos 2', o meia Canteros cobrou falta da intermediária esquerda de ataque e achou WP9, livre, de cabeça, mandar para rede do goleiro Santos. 1 a 0.

Todos os gols saíram no segundo tempo. Segundo Kleina, o sistema de jogo escolhido já é baseado no estilo de atuar do Atlético-PR. Aos 42 minutos, Jonathan cruzou para Rossetto, que dominou no peito, driblou o zagueiro e tocou no canto do goleiro.

O Furacão começou bem o Campeonato Brasileiro. Veiga, no último lance, achou Ederson, no contra-ataque, e o centroavante tocou na saída de Jandrei. 5x1. Já o Furacão vai à Porto Alegre, encarar o Grêmio, na Arena, às 19h.

Na próxima rodada, a Chapecoense vai tentar a recuperação contra o o Vasco, na Arena Condá, às 16h.

Santos; Jonathan, Thiago Carleto, Bruno Guimarães, Pavez e Zé Ivaldo; Camacho (Deivid), Matheus Rossetto e Nikão (Raphael Veiga); Pablo e Ribamar (Ederson).

Chapecoense: Jandrei; Apodi (Eduardo, aos 37' do 2º T), Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo (Guilherme, aos 31' do 2º T), Amaral, Canteros e Vinícius (Nadson, aos 21' do 2º T); Arthur Caike e Wellington Paulista.

Edition: