Após levar 'surra' do PSG, Monaco vai devolver dinheiro a torcedores

O Paris Saint-Germain entrou em campo no último domingo (15) contra o Monaco em partida da 33ª rodada da Ligue 1 que valia o título antecipado para o time da capital, e venceu em casa por 7 a 1.

Foi uma passagem de testemunho dolorosa para a equipa de Leonardo Jardim e onde alinham os portugueses João Moutinho e Rony Lopes.

Com o título hoje assegurado na receção ao Mónaco, o Paris Saint-Germain iguala as sete conquistas do Lyon, alcançadas consecutivamente entre 2001/02 e 2007/08, permanecendo atrás dos historiais de Nantes e Mónaco, ambos com oito, Marselha, com nove, e o recordista Saint-Étienne, que soma 10. "Para nós foi um cenário catastrófico".

"Os únicos que estiveram à altura foram nossos torcedores, e lhes agradeço". Empurraram a equipa, mas não conseguimos fazer nada. "As modalidades de reembolso serão comunicadas no início da semana", informou o Monaco na sua conta de Twitter. "Tudo faremos para os deixar orgulhosos a partir do próximo jogo".

PSG massacra o Monaco e conquista o título antecipado do francês
PSG SAGRA-SE CAMPEÃO NA FRANÇA

O técnico português, por sua vez, admitiu que a noite de domingo foi "quase um pesadelo" para a sua equipa. É a minha maior derrota como treinador. É preciso começar a preparar rapidamente o próximo desafio.

Os torcedores do Monaco ganharam um 7 a 1 para chamar de seu.

Mas Di María, Radamel Falcao (contra), e Julian Draxler, todos no segundo tempo, sacramentaram o histórico massacre do PSG.

Edition: