Polícia Civil de Três Coroas procura condenado por abusar de criança

Naquela ocasião, pouco após o crime, um suspeito chegou a ser preso pela Polícia Militar nas proximidades do local dos fatos, embora tivesse negado a autoria do homicídio.

De acordo com relato do denunciante, o morador da residência, vulgo "Testa", sua tia que reside no mesmo imóvel e sua vizinha, residente também na alameda Nova Esperança, estariam praticando tráfico de drogas e também possuiam uma arma de fogo calibre.38, o qual ostentam e usam para proteger o ponto de tráfico e para intimidar os moradores locais.

Mais detalhes da operação serão repassados em coletiva a ser realizada na manhã desta sexta-feira, 13, às 08h, na sede do Cope. A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Três Coroas, divulgou em seus perfis a foto do acusado e pediu ajuda da comunidade para que forneça informações sobre o paradeiro dele. Entre os presos, dois indivíduos responsáveis pela fabricação de armas de fogo, sendo um soldador e o outro serralheiro. Ele morreu no local do confronto. Segundo as investigações, Paulo que havia saído da Cadeia há cerca de um ano, tinha desavenças com um grupo criminoso, fato que teria motivado o crime.

A ação contou com o total de sete equipes da Polícia Civil, participando policiais da Gerencia de Polícia Judiciária da Região 2 (GPJ2), dos 116º e 117º Distritos Policial, agentes do Tático Integrado de Grupamentos de Resgates Especiais (Tigre) e da Asfixia.

Edition: