Fórmula 1 Daniel Ricciardo vence Grande Prémio da China

E neste momento inicia-se a caçada de Ricciardo pela vitória! Vettel continua na ponta, agora com 54 pontos, mas já vê as aproximações perigosas de Hamilton, com 45, Valtteri Bottas, com 40, e do próprio Ricciardo, com 37. O finlandês teve que se contentar com o segundo lugar, enquanto Raikkonen completou o pódio. As equipas têm escassos segundos para reagir a uma nova entrada nas boxes para calçar pneus mais novos. Mercedes e Ferrari largaram com compostos macios, enquanto que a Red Bull foi de ultramacios. Esta foi uma vitória de equipa. A Red Bull, que usou o safety car para promover nova troca de pneus nos dois carros, quebrava de vez o duopólio de Mercedes e Ferrari na pista em Xangai. Kimi em 5º e Ricciardo em 6º. Este domingo, com a memória ainda bem fresca do incidente no pitstop da Ferrari na passada semana, a tensão dos mecânicos nas operações de pit stop era evidente. Uma bela ultrapassagem sobre Vettel deu a Ricciardo a segunda colocação na 42.ª volta. Para compensar o desastre do GP do Bahrain. Raikkonen, que saiu em segundo, tentou perseguir o companheiro de equipe após o apagar das luzes, mas testemunhou Bottas e Verstappen ultrapassá-lo nos primeiros segundos de GP da China.

No arranque Vettel não facilitou em nada, nem mesmo a vida ao companheiro de equipa que apertou ao ponto de o fazer perder o 2.º lugar para Bottas. Já Verstappen foi punido pelos comissários da prova com dez segundos adicionais na classificação final e ficou com a quinta posição, apesar de ter cruzado a linha de chegada em quarto. Da mesma forma, numa tentativa de passagem a Lewis Hamilton, saiu de pista e com esses erros, provocados por excessivo optimismo ou impulsividade, acabou por ficar sem chances de discutir o triunfo. Vettel caiu para a sétima posição e Max para a quinta.

Na penúltima volta, por exemplo, Vettel não resistiu à investida de Fernando Alonso, da McLaren, e perdeu a sétima colocação. Quando o alemão voltou à pista depois do seu pitstop, Bottas já tinha passado e assim foi de 2º para a liderança da corrida. E a Mercedes já viu os seus dois rivais a vencer e continua sem ganhar, ao fim de três corridas... Significa isso que só a partir de Maio poderemos ver o que a Mercedes terá na manga para inverter a situação.

"Não foi ruim na comparação com a Mercedes, mas a Ferrari estava rápida demais", comentou Verstappen. Apostando na corrida - e nas estratégias - Max espera uma história diferente. Vettel, com problemas no carro, acabou a prova em oitavo. Desta vez, sim, os estrategistas deviam ter mandado VBottas para pitstop no momento do Safety Car. E o australiano correspondeu com uma pilotagem de excelência para chegar à sua sexta vitória! Nenhum piloto até hoje que venceu as 3 primeiras corridas de época, perdeu o título.

Mas os pneus da Red Bull ajudaram Verstappen novamente, que se recuperou e passou Hamilton. Uma reviravolta na corrida, considerando o fato de que Raikkonen segurava posição para Vettel tornar-se líder na primeira metade da corrida. Com um gostinho especial por parte do espanhol.

Nico Hulkenberg, da Renault, foi o sexto.

Com os novos pneus, os Red Bull "ganharam asas" e, com o pelotão compacto, ainda assistiram a um inteligente recomeço de Bottas que surpreendeu Vettel, mas depois foi a vez de Ricciardo começar a brilhar, em contraste com Verstappen que não consegue controlar a sofreguidão...

Edition: