Bebé nasce quatro anos depois de os pais morrerem 13 Abril 2018

Gestado por uma mãe de aluguel, um bebê nasceu na China mais de quatro anos depois de seus pais biológicos terem morrido em um acidente de carro.

Tiantian, que significa "doce", nasceu em dezembro do ano passado, em um hospital da cidade de Cantão.

O caso foi possível devido à existência de quatro embriões congelados e de uma barriga de aluguer.

Não havia precedente em relação a se eles poderiam herdar os embriões congelados de seus filhos falecidos, de acordo com relatos. Não se sabia o que fazer no caso de embriões ainda não fertilizados e cujos pais haviam falecido. A notícia veio a público apenas esta semana, quando o jornal The Beijing News publicou uma reportagem sobre o caso. Foi a primeira vez que a corte chinesa decidiu sobre um caso como esse. Desta forma, os casais enfrentariam dificuldades para conseguir retirar os embriões do hospital e gerar a criança. A única opção foi então levar os embriões para fora do país.

Os óvulos fecundados só poderiam ser retirados de Nanquim se houvesse prova de que outro hospital os armazenaria. Para encontrar a mulher que gerou o bebê, os familiares foram até o Laos, norte do país, por meio de uma agência não reconhecida. As companhias aéreas não se disponibilizaram para fazer o transporte com garrafa térmica e por isso, os avós tiveram de transporta-los de carro. Por isso, foi preciso transportar a "carga" de carro até Laos.

No Laos, o embrião foi implantado no útero da mulher que serviu de barriga de aluguer e, em dezembro de 2017, o bebé nasceu, sendo batizado com o nome de Tiantian.

Mas, antes mesmo do nascimento do menino, os avós enfrentaram mais um problema. Este tipo de gestação é ilegal na China, e o primeiro obstáculo das famílias foi obter os embriões. A luta judicial pelo direito dos quatro óvulos fecundados e armazenados em laboratório foi classificada pela imprensa chinesa como um caso extremamente complicado e sem precedentes no país asiático. Depois, a batalha foi para retornar, porque para ter a nacionalidade chinesa, ele precisaria nascer na Chima.

Edition: