Mariah Carey revela tratamento contra transtorno bipolar: "vivia em negação"

Pela primeira vez, Mariah Carey abriu o coração sobre a sua saúde mental, nomeadamente o facto de sofrer de doença bipolar. Mãe de gêmeos, Moroccan e Monroe, de 6 anos, explicou o tratamento. "Eu não queria acreditar no diagnóstico", afirmou em entrevista à revista americana People, em entrevista exclusiva para a edição desta semana.

"Até recentemente, eu vivi em negação, isolamento e em constante medo de que alguém fosse me expor". "Era um fardo muito pesado para carregar e eu simplesmente não conseguia mais. Fui atrás e recebi tratamento, pus pessoas positivas ao meu redor e voltei a fazer o que amo - escrever canções e fazer música", contou.

Segundo a revista, o quadro de Mariah é do tipo dois, caraterizado grandes variações de humor, episódios de depressão, insônia e hiperatividade. Desde então, a estrela está fazendo terapia e mantendo uma rotina de medicamentos.

"Na verdade, estou tomando medicações que parecem ser muito boas".

"Por muito tempo eu pensei que tinha um distúrbio do sono grave", continua Carey. "Encontrar o equilíbrio é aquilo que é mais importante", disse. Eu ficava irritada e com medo de decepcionar as pessoas. "Eventualmente bati no fundo. Sentia-me tão sozinha e triste - até mesmo culpada por não estar a fazer o necessário pela minha carreira".

"Espero que possamos chegar a uma fase em que retiramos o estigma das pessoas que passam pelo que quer que seja sozinhas". Isso pode ser incrivelmente segregador. "Não tem de definir ninguém e recuso-me a deixar que me defina ou controle".

Edition: