Dólar opera em alta e chega a bater R$ 3,40

Lá fora, o temor dos efeitos de uma guerra comercial que se desenha entre EUA e China derrubou as bolsas de Nova Iorque e fortaleceu a moeda norte-americana ante divisas de países emergentes e exportadores de commodities.

O dólar encerrou com alta de 1,60%, cotado a R$ 3,422, maior patamar desde 5 de dezembro de 2016, em meio às incertezas em relação ao quadro eleitoral nacional. Neste pregão, chegou à máxima de R$ 3,4237.

O Banco Central brasileiro realiza nesta sessão novo leilão de até 3,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em maio e somam US$ 2,565 bilhões. O futuro tinha alta de cerca de 1,5% no final da tarde.

A cautela com a política doméstica ganhou força nos últimos dias com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro e que se entregou na noite de sábado.

Analistas consultados pela Reuters logo após a prisão ser decretada disseram que o PT deverá, ao menos publicamente, insistir na candidatura à Presidência de Lula, mesmo com ele preso, pois esta é a estratégia que mais maximiza a transferência de votos para outro petista ou para um candidato aliado.

"Para os investidores, o evento (prisão) importa pelo eventual impacto que terá no quadro eleitoral de agora até outubro", afirmou o gestor de derivativos de uma corretora fluminense.

Cena externa também continuou assombrando os mercados, com temores de que uma guerra comercial possa começar e, assim, afetar o fluxo de capitais.

"As preocupações com a guerra comercial continuam".

A China considerou nesta segunda-feira que as negociações comerciais com os Estados Unidos são "impossíveis nas condições atuais", apesar de um tuíte do presidente americano Donald Trump no qual ele se declarou convencido de obter um acordo para acabar com tensão comercial. Dessa forma, a volta do BC ao mercado teve influência limitada nos negócios. Se mantiver esse volume e vendê-lo integralmente, o BC rolará o valor total dos swaps que vencem no próximo mês.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters.

Edition: