Despacito é retirado do YouTube após ser alvo de hackers

Os hackers, que se autointitulavam Prosox e Kuroi'sh, substituíram o título de alguns vídeos para mensagens como Palestina livre, junto de seus nomes.

As imagens de "Despacito" foram substituídas por um vídeo com menção à série espanhola "La Casa de Papel".

Todas as alterações foram feitas nas contas Vevo - uma parceria entre diversas editoras para colocar videoclipes na plataforma - dos artistas, pelo que não é claro se foi o YouTube ou as contas destes artistas que foram alvo do ataque. Um dos responsáveis pelo ataque terá mesmo publicado uma mensagem noutra rede social, o Twitter, explicando que o ataque seria uma brincadeira e admitindo "amar o YouTube". O fato ocorreu penas cinco dias depois de ser anunciado como o primeiro vídeo da história da plataforma a atingir 5 bilhões de visitas. "É apenas por diversão, apenas usei o script 'youtube-change-title-video' e escrevi 'hacked'".

De acordo com a BBC, ele não foi o único que sofreu com o ataque.

"Depois de evidenciar uma atividade de carga incomum em vários canais do Vevo, trabalhamos rapidamente com nosso sócio para desativar o acesso enquanto o problema está sendo investigado", disse um porta-voz do YouTube à Efe.

Na sequência, aparecem "See You Again", de Wiz Khalifa com Charlie Puth (3,49 mil milhões); "Shape of You", de Ed Sheeran (3,42 mil milhões); "Gangnam Style", de Psy (3,13 mil milhões); e "Uptown Funk", de Mark Ronson com Bruno Mars (pouco mais de três mil milhões).

Edition: