Despiste de autocarro no IP2 leva cerca de 40 bombeiros no local

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou "profundamente o acidente de autocarro com jovens estudantes ocorrido perto de Nisa", no distrito de Portalegre, que fez um morto e dezenas de feridos, dizendo-se "desolado".

Do acidente resultou uma vítima mortal - um jovem de 20 anos - e 15 feridos, sendo que dois deles se encontram em estado grave.

Confirma-se 1 morto, 2 feridos graves e 47 feridos ligeiros.

A secretária de Estado da Saúde, Rosa Matos, está a caminho do local do acidente e o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, dirige-se para o hospital de Abrantes para acompanhar a situação dos feridos, devendo fazer declarações cerca das 20h00.

Segundo o secretário de Estado, os 12 feridos ligeiros que deram entrada naquele hospital podem ter alta nas próximas horas.

O autocarro transportava, além do motorista, 48 passageiros, sobretudo jovens entre os 18 e os 23 anos provenientes da Covilhã e de Belmonte, que estavam a regressar de uma viagem de finalistas, segundo fontes da Proteção Civil e da GNR.

A estes juntam-se 24 feridos ligeiros, dois encaminhados para o hospital de Castelo Branco, oito para o hospital de Portalegre e 14 para o hospital de Abrantes. As vítimas vinham de uma viagem de finalistas a Espanha e regressavam a casa, na Covilhã.

De acordo com a página oficial da Proteção Civil, o acidente ocorreu pelas 17:56, na freguesia de Arez e Amieira do Tejo, concelho de Nisa, e no local estão 41 veículos, 100 operacionais e um meio aéreo.

Segundo o comandante distrital de operações de socorro de Portalegre, Rui Conchinha, o acidente aconteceu em "condições adversas" e numa zona com "muita sinistralidade".

O troço do IP2 onde ocorreu o sinistro ainda se encontrada cortado ao trânsito.

As operações de remoção do autocarro envolvido no despiste começaram pelas 22h00.

Edition: