Dilma transfere domicílio para Minas e deve concorrer ao Senado

"Evidentemente, o nome dela (Dilma) está à disposição dos partidos que compõem a nossa base, mas eleição é uma outra conversa", disse Pimentel. "Campanha eu vou fazer, candidata ao Senado ou não. Espero que o Lula seja candidato em 2018 e vou lutar para que ele seja".

A ex-presidente terá que mudar seu colégio eleitoral do Rio Grande do Sul para Minas gerais, e também terá de ir morar na capital do estado, Belo Horizonte.

Ela justificou a transferência do título ao estado de saúde de sua mãe. Dilma, porém, é nascida em Belo Horizonte.

Recebida aos gritos de "Dilma, guerreira da pátria brasileira", a ex-presidente não confirmou sua candidatura ao Senado. O grupo aproveitou para protestar contra o mandado de prisão contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. Com isso, ela poderá tirar a vaga do senador Aécio Neves (PSDB-MG), responsável pelo golpe de 2016, que derrubou uma mulher honesta, substituída por um consórcio de ladrões.

A ex-presidente acompanhou Lula, durante a quinta, em reuniões no Instituto Lula, em São Paulo, e no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

O deputado estadual Durval Angelo (PT), contudo, acredita que Aécio desistirá da candidatura com a entrada de Dilma.

Edition: