Lula da Silva considera mandado de prisão absurdo

Em despacho, Moro dá a opção para que Lula se apresente voluntariamente à sede da Polícia Federal em Curitiba até as 17h de sexta-feira (6).

O petista, que deixou a sede do Instituto Lula na capital paulista após ser anunciada a notícia da ordem de prisão, foi condenado em janeiro pelo tribunal a pena de 12 anos e 1 mês de prisão, em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex.

"Relativamente ao condenado e ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17:00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão".

O juiz diz ainda que os detalhes da apresentação deverão ser acordados entre os advogados de Lula e o Superintendente da Polícia Federal no Paraná, delegado Maurício Valeixo. O magistrado recebeu do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) documento que da aval à prisão. Zanin diz que a medida é "incompatível com a garantia da presunção da inocência" e afirma ainda que "a defesa sequer foi intimada do acórdão que julgou os embargos de declaração em sessão de julgamento ocorrida no último dia 23/03".

O posicionamento da Oitava turma surpreendeu até mesmo o presidente do TRF4, desembargador Carlos Eduardo Thompson, que, horas antes, em entrevista à Rádio BandNews, disse que o processo para a prisão de Lula levaria até 30 dias para ser concluído.

Segundo o entendimento dos juízes, Lula foi favorecido pela empreiteira OAS com a reserva e reforma de um apartamento tríplex na orla do Guarujá, litoral de São Paulo.

As últimas informações referiam que o ex-Presidente deverá passar a noite no Sindicato, sendo que existe uma forte pressão dos seus apoiantes e dos membros do PT para que não se entregue. Mas Moro rejeitou esperar os novos embargos, assim como os magistrados do TRF-4. "Consideramos uma prisão política". Não dá para aceitar passivamente esse acinte. "Não vamos assistir passivamente esse absurdo". "Defender Lula é defender a democracia", escreveu a entidade, em nota.

Pegos de surpresa, lideranças petistas também se dirigiram para São Bernado do Campo para se reunir com Lula e decidir o que fazer amanhã.

Em sua conta no Twitter, o senador petista Lindbergh Farias também fez críticas ao juiz Sergio Moro. "Moro, alçado ao estrelato pra cumprir o papel de verdugo de Lula, conseguiu o que queria". Ela não possui grades e a segurança será feita por agentes que ficarão 24 horas por dia na porta. Dessa maneira, eles entenderam que os embargos dos embargos serviriam apenas para atrasar a ação e que a segunda instância já está encerrada, permitindo, assim, a prisão do ex-presidente.

Edition: