Cunhado de Ana Hickmann é absolvido pela justiça: 'legítima defesa'

A informação foi confirmada ao site Uol pela assessoria de imprensa do fórum que cuida do caso. Ele havia sido acusado de matar Rodrigo Augusto de Pádua, um fã da apresentadora que invadiu seu quarto de hotel em 2016. Segundo ele, Corrêa atirou três vezes na nuca de Pádua depois de já tê-lo dominado, o que pode ser caracterizado como uma execução.

Correa foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por matar um suposto fã de Ana Hickmann.

Âmalin Aziz Sant'Ana, juíza do 2º Tribunal do Júri da capital mineira, concluiu que Gustavo agiu em legítima defesa. Em seu argumento, o promotor Francisco destacou que pelo fato de Rodrigo ter sido morto com três tiros na nuca, houve excesso de legítima defesa e se configura um crime de homicídio.

A decisão será oficialmente publicada no dia 5 de abril no Diário do Judiciário eletrônico (DJe).

Segundo a Justiça, a gravação de um áudio, feito por celular, ajudou no esclarecimento dos acontecimentos dentro do quarto do hotel.

A magistrada afirmou que "ficou demonstrado, durante a instrução do feito, que os disparos efetuados pelo réu foram sequenciais, e não efetuados da forma como narrado na denúncia, que dizia que isso ocorreu com a vítima já desfalecida no solo, impossibilitada de oferecer qualquer resistência".

Após realizar uma modesta comemoração em sua mansão, Ana apareceu ao lado de seu filho e do marido, Alexandre Corrêa, na entrada ao lado dos bonecos que animaram o evento no buffet. "Não me arrependo de nada, não me arrependo do que eu fiz, faria tudo de novo".

"Queria agradecer muito ao apoio de todos, as mensagens, telefonemas". Não consigo atender todo mundo. "Graças a Deus tem muita gente me apoiando", disse. "Portanto, diante do conjunto probatório, entendo que a ação do acusado gravita na órbita da legítima defesa, uma vez que, diante da situação supramencionada, o réu se deparou com uma situação que colocava em risco a sua própria vida e a vida de terceiros que estavam presentes no local", disse na decisão.

Edition: