Cidades brasileiras sofrem reflexo de terremoto na Bolívia

Prédios de Brasília e da região central de São Paulo estão sendo evacuados após relatos de tremores de terra na manhã desta segunda-feira. Segundo informa, o centro do tremor de magnitude 6,8 na escala Richter ocorreu a sudeste da cidade boliviana de Potosi, próximo à fronteira chilena.

De acordo ao Observatório Sismológico da Universidade de Brasília, que também registrou o terremoto em seus sismógrafos, a magnitude do tremor chegou a 6,7 na escala Richter. Conforme a informação repassada pelo plantão da corporação, os moradores do edifício mais alto da cidade informaram que sentiram os tremores entre as 10h30 e 11h.

Segundo o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil, Marco Ferreira, o terremoto da Bolívia é considerado de alta magnitude. A região do epicentro é próxima do norte paraguaio. Os demais localizados no mesmo perímetro foram esvaziados em seguida, como o do Ministério Público.

Um funcionário do Observatório de San Calixto ouvido pelo "El Deber" disse que não há, até o momento, informações sobre danos a pessoas ou estruturas na Bolívia. Os abalos atingiram o Aeroporto Juscelino Kubitschek e a região de Taguatinga Norte. Moradores da rua Augusta e da Avenida 13 de Maio também relataram terem sentidos os impactos. Nesta, alguns trabalhadores precisaram sair dos prédios, na Avenida Paulista e no Centro, por exemplo, por questões de segurança. "Perguntei para os outros, e também sentiram balançar", disse Cristiano Ferreira da Silva, 44, técnico de telecomunicações.

Minas Gerais: pelo menos um prédio foi esvaziado em Belo Horizonte. Em Araxá, um centro comercial foi esvaziado. Prédios de um quarteirão do bairro Gonzaga, em Santos, foram esvaziados às pressas. O epicentro foi registrado a cerca de 215 km de São Vicente, no litoral sul de São Paulo, a aproximadamente 10 km de profundidade, segundo os sismógrafos do US Geological Survey, órgão do governo dos Estados Unidos.

Edition: