Ministro do STF solta amigos de Temer presos em operação

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberoo Barroso a revogação das prisões temporárias da Operação Skala, que teve como alvos amigos e aliados de Michel Temer visando apurar as suspeitas de pagamento de propinas de empresas do setor portuário ao emedebista por meio do chamado Decreto dos Portos.

Dodge justificou que as medidas cumpriram o objetivo legal. Houve busca e apreensão de documentos nos endereços dos investigados.

As prisões se deram na última quinta (29) e tinham prazo até a próxima segunda (1º). Até lá, Barroso deve tomar uma decisão a respeito do pedido da procuradora-geral. A PGR ressaltou, em comunicado, que esses investigados estão "dispostos a se apresentarem à autoridade policial tão logo retornem".

Os nove presos da Operação Skala que estão detidos na sede da Polícia Federal, em São Paulo, voltarão a ser ouvidos neste sábado, informa O Globo. "Com os novos depoimentos os investigadores querem identificar possíveis contradições nos depoimentos já dados entre quinta e sexta-feira".

O advogado José Yunes, amigo de Temer, foi um dos interrogados neste sábado.

As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral da República. Segundo ele, o quadro de saúde de Lima segue delicado e os remédios já estão com ele na cela de 10 metros quadrados, que fica no terceiro andar do prédio da PF. Benzota disse que "com certeza" Lima não fala hoje e que uma nova data "vai depender da PF".

Edition: