Polícia apreende carro que pode ter sido usado no assassinato de Marielle

A via é próxima ao cruzamento com a Rua Nossa Senhora Aparecida.

Policiais do Rio foram informados da apreensão e uma equipe foi deslocada para o município mineiro neste domingo (18).

A Polícia Civil confirmou que a avenida faz parte das vias percorridas por Marielle na noite do crime. Segundo a polícia mineira, a apreensão foi feita após denúncia anônima. Caso seja pedido, haverá o apoio de agentes de Minas. O veículo onde estava o atirador é um Cobalt prata, cuja a placa é conhecida, mas estava clonada.

Caso Você publique comentários contrariando as proibições da cláusula 1 acima ou contrariando qualquer outra disposição deste Termo de Uso, a Gazetaweb.com poderá, a seu exclusivo critério, excluir o comentário ou bloqueá-lo como Usuário, a qualquer tempo e sem qualquer aviso prévio.

O dono do carro, que é da cidade de Ubá, já foi localizado e está sendo ouvido pela PCMG.

O veículo tem características semelhantes - como cor e modelo - ao que foi usado no crime.

No sábado, novas imagens exclusivas obtidas pela TV Globo mostram parte do trajeto do carro onde estavam a vereadora Marielle o motorista Anderson antes de serem mortos na rua Joaquim Palhares, no Estácio, no Centro do Rio, na quarta-feira (14). Nas imagens é possível ver que um dos carros ultrapassa o outro, pouco antes do local onde o veículo dirigido por Anderson foi atingido pelos tiros.

Segundo os investigadores, os ocupantes do Cobalt ficaram cerca de duas horas no veículo aguardando a saída de Marielle do evento em que estava, no centro do Rio de Janeiro. A Divisão de Homicídios já tem todo o trajeto registrado por imagens de câmeras de segurança.

Edition: