Jesus e o calendário: "As seleções têm prioridade e não deviam"

Uma coisa é jogar no Fluminense, outra é no Sporting, com todo o respeito. "Não são eles que pagam aos jogadores", disse o treinador do Sporting. O ex-jogador do Fluminense ficou em campo por apenas três minutos, mas foi o suficiente para o treinador Jorge Jesus destacar que o menino de 20 anos está em crescimento.

Jesus vai mais longe e diz que a Federação deve proteger os clubes.

O técnico só no treino de hoje é que vai ver a forma física dos seus jogadores, tendo em conta que é o primeiro treino desde o jogo de quinta frente ao Plzen.

Entre os lamentos, Jesus realçou ainda o facto de ter 10 jogadores nas seleções nacionais. Vão ser jogos com muito impacto. Temos cinco na seleção principal e cinco nos sub-21.

"É para isso que trabalhamos também, e é para isso que serve a Academia. Isso valoriza o trabalho de todos os responsáveis na formação das camadas jovens do Sporting", referiu o técnico. Criou imensos problemas em Vila do Conde, tem um bom ataque posicional. "Vamos ter alguns problemas em poder parar a maior parte do tempo esta ideia do Rio Ave.", disse Jorge Jesus. Uma equipa que não joga para o título normalmente não é muito forte em ataque posicional, mas esta do Rio Ave tem uma ideia de jogo muito positiva. Número que aumenta se for à final da Taça de Portugal ou se passar às 'meias' da Liga Europa.

"Miguel Cardoso não acredita que o Rio Ave possa tirar proveito da intensa série de jogos do Sporting: "Os jogadores poderão ser 'agredidos' pelos jogos, mas são robustos física e mentalmente". "Já jogámos outras vezes contra os grandes e conseguimos ser competentes".

Edition: