Prefeitura assina convênio federal que promete internet com preço popular

Ao todo, 2.471 prefeitos de todo o país assinaram o termo com o presidente do Brasil, Michel Temer, e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

A intenção é democratizar o acesso à informação e aos serviços públicos disponíveis online nos dias de hoje.

De acordo com o MCTIC, o Internet para Todos é um dos maiores programas de inclusão social do governo federal e deverá beneficiar cerca de 55 milhões de pessoas.

Os responsáveis pelo programa revelaram que as primeiras unidades deverão ser entregues já no mês de maio. Campo Grande é uma das primeiras capitais a aderir o programa Internet para Todos.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações confia que 200 antenas serão instaladas por dia, uma conexão que será possível graças ao Satélite Geoestativo de Defesa e Comunicações Estratégicas. "Em órbita desde maio de 2017, o equipamento tem vida útil de 18 anos". Na ocasião, ele sancionou a lei que libera R$ 2 bilhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para prefeituras. O ministério firmou parcerias com outras pastas (Educação e Saúde) para viabilizar o serviço.

De acordo com Temer, este recurso reforça o compromisso do Governo Federal com o pacto federativo e das demandas prioritárias da sociedade. "Sendo assim, os prefeitos terão a possibilidade de utilizar este crédito extraordinário em um cenário de dificuldades financeiras", destaca. O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun; e a secretária de Articulação Nacional de Santa Catarina, Lourdes Coradi Martini, também estiveram presentes no evento.

O governo brasileiro apresentou nesta segunda-feira o programa Internet para Todos, que visa fornecer um sistema de banda larga para municípios localizados em locais remotos sem conexão.

Como o Internet para Todos vai funcionar?

Em sua fala, o presidente Michel Temer enfatizou que com a implantação do programa, o Brasil se compara aos países de primeiro mundo.

Como os municípios podem participar? "Recebemos o programa com muita felicidade e aguardamos ansiosos a instalação da antena em nossa cidade", disse. A partir desse ofício, o ministério vai enviar aos municípios login e senha para preencher um formulário de termo de adesão, que deverá ter a indicação das localidades para atendimento. Esse termo também define as obrigações do município, como a garantia de infraestrutura básica para a instalação dos equipamentos de conexão. (.) Vivemos uma federação de fachada, só seremos fortes quando Estados forem fortes e quando municípios forem fortes.

Edition: