44% dos brasileiros estão pessimistas com eleição, diz Ibope

Além disso, dentre os entrevistados, 72% concordam totalmente ou em parte que votam nos candidatos que mais gostam, independentemente do partido em que eles estejam. Em contrapartida, 38% discordaram dessa tese. No entanto, somente 29% das pessoas disseram que é muito importante que o candidato seja da mesma religião que elas.

Outro ponto abordado na pesquisa diz respeito ao que os entrevistados consideram características importantes para um candidato à Presidência. E 84% concordaram, totalmente ou em parte, com a frase "eu estudo as propostas dos candidatos para decidir meu voto".

Nesta terça-feira (13) foi divulgada uma pesquisa Ibope contratada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) sobre a expectativa da população brasileira sobre os candidatos para as eleições de 2018. De acordo com o Ibope, a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Ser honesto e não mentir na campanha são as características que os brasileiros mais buscam em presidenciáveis. Questionados sobre que partido têm mais simpatia, menos da metade quis escolher uma opção.

No âmbito das políticas públicas, 44% dos brasileiros gostariam que o foco do futuro presidente seja promover mudanças sociais, com melhoria da saúde, educação, segurança e desigualdade social. Outros 32% preferem atenção especial à moralização administrativa, com combate à corrupção e punição de corruptos, enquanto 21% pedem estabilização da economia, com queda definitiva do custo de vida e do desemprego.

Quando questionados se acreditavam nas promessas de campanha, 55% dos entrevistados discordaram totalmente, enquanto 20% discordaram em parte.

Ao todo, 75% dos entrevistados discordaram totalmente ou em parte da frase "eu acredito nas promessas de campanha dos candidatos". Quando a afirmação apresentada é "prefiro votar em um candidato acusado de corrupção, mas que pense como eu", 69% discordam totalmente, ao passo que 10% concordam parcialmente. Já os outros 19% citaram a perda de confiança no governo e em candidatos; 16% mencionaram a falta de opções entre os pré-candidatos; e 11% alegaram o fato de serem os mesmos candidatos, sem possibilidade de renovação ou mudança.

De acordo com a pesquisa, 44% dos brasileiros estão pessimistas em relação à eleição presidencial de 2018 e 20% estão otimistas. Entre aqueles que têm preferência ou simpatia por partidos, 19% disseram que preferem o PT. Em seguida, entre os preferidos, estão MDB (7%), PSDB (6%); Psol, DEM, PC do B, PDT, PR, PPS, PSB, PSC, PSD, PTB, PV e Novo, com 1% cada.

Edition: