Forças Armadas retornam à Vila Kennedy neste sábado para reforçar o patrulhamento

Militares das Forças Armadas voltaram neste sábado (10) à comunidade de Vila Kennedy, na zona oeste do Rio, para dar início a um patrulhamento conjunto com a Polícia Militar. Na quarta-feira (7) os militares realizaram a mesma operação, porém com um efetivo menor, de 900 agentes. Ontem (9), os militares deram apoio a uma operação da Prefeitura que causou revolta e comoção na população da região ao demolir 52 barracas e quiosques de comerciantes informais na praça central da comunidade.

De acordo com o CML (Comando Militar do Leste), o balanço final das ações devem ser divulgadas no final desta semana. O CML também informou que cerco, estabilização da área e remoção de obstáculos poderão ser efetuados, além do cumprimento de mandados judiciais pela Polícia Civil. Algumas ruas e acessos nas áreas da operação poderão ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados com restrições dinâmicas para aeronaves civis. A atuação das Forças Armadas na Vila Kennedy tem sido uma espécie de laboratório da intervenção.

O prefeito Marcelo Crivella constatou, contudo, que na operação houve uso desproporcional da força, atingindo também trabalhadores. Segundo a empresa de luz, funcionários foram ao local para restabelecer o fornecimento de energia em locais pontuais da Vila Kennedy. Além de outras irregularidades no local, havia denúncias de atividades criminosas, tais como venda de drogas e de carga roubada.

Edition: