Doria recua e revoga decreto sobre proteção policial a ex-prefeitos

O secretário municipal de Governo da gestão João Doria (PSDB), Júlio Semeghini, admitiu nesta quinta-feira (8) que a prefeitura não consultou a Polícia Militar sobre o decreto que estabelece o deslocamento de até quatro PMs por um ano para a segurança de ex-prefeitos, cônjuges e filhos.

Em nota, a prefeitura disse que a decisão foi tomada após a reunião de secretários nesta tarde. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

No último sábado (3), o prefeito havia publicado a medida, que previa estender a ex-prefeitos a segurança pessoal feita por policiais militares a autoridades públicas. Trata-se de um novo recuo do tucano, uma vez que ele já havia alterado o decreto, para que o texto não lhe beneficiasse, mas sim os próximos prefeitos. Os secretários, que propuseram e defendem o mérito do decreto, atenderam a solicitação do prefeito para que o texto seja revogado em razão da polêmica provocada.

Edition: