Emery e Al-Khelaïfi lamentam mais uma eliminação na Champions

É o artilheiro. Messi fez apenas quatro gols.

Tanto é que a primeira chance de gol foi do Real. Marcelo mandou a bola para Benzema e o francês conseguiu invadir a área do PSG sem nenhuma marcação.

Sem querer, a crença bateu à porta do 24 da Rue du Commandant Guilbaud, mas Casemiro, o mesmo que tinha ficado mal na fotografia, assinou a sua redenção e a capitulação parisiense com um remate que desviou em Marquinhos e enganou Areola.

Em rápido contra-ataque, contudo, o Real Madrid liquidou a partida. Daniel Alves perde bola para Asensio.

Com 21 minutos, Verratti recebeu o segundo cartão amarelo por reclamação e deixou o PSG com um jogador a menos.

Logo, em Paris parece consenso que o PSG buscará um novo comandante para o vestiário na temporada 2018/2019.

A superioridade técnica do Real Madrid no confronto foi destacada pelos jogadores da equipe francesa.

Mas com controle de jogo, o Real chegou ao segundo gol com 35 minutos. Em uma jogada iniciada por Cristiano Ronaldo, o atacante chamou por alguém pelo lado direito do campo. Lucas Vázquez se apresentou e chutou. Rabiot, em missão de salvamento, aliviou a bola para o sítio errado e Casemiro, a meias com um defesa francês, desenhou o 1-2.

O capitão Thiago Silva defendeu o técnico Emery. De um golpe de cabeça, craque português abriu caminho da vitória do time espanhol por 2 a 1 no inflamado Parque dos Príncipes. Em primeiro lugar, nesta terça-feira, dia 06 de março, o Real comemorou 116 anos. "Estamos falando do melhor do mundo quando falamos de Cristiano Ronaldo".

"Também há quem acredite que esta oferta, difícil de aceitar, é um álibi para justificar sua futura ida ao Madrid", alegando uma eventual negativa do Barça, acrescenta o MD. O castigo será decidido no dia 22 pelo Comité de Disciplina do organismo.

Edition: