PIB avança 1% em 2017, diz IBGE

"Esse crescimento de 1% do PIB em 2017 é importante porque saímos da recessão, de uma queda do produto de 3,5% em 2016". Segundo ele, é possível manter um resultado positivo, no entanto, a agropecuária tende a dar uma contribuição mais modesta para o acumulado geral do PIB.

Pelo quarto ano seguido, a taxa de investimento fechou o ano com queda, chegando ao menor nível da série histórica, iniciada em 1996.

O PIB per capita subiu 0,2% em termos reais, ficando em R$ 31,587. "Cresceu 'forte', 2% sobre o trimestre anterior", disse.

A agropecuária foi o setor com melhor desempenho na economia em 2017, enquanto a indústria e serviços tiveram uma recuperação moderada. "No último trimestre já não havia mais esse recurso disponível", explicou a coordenadora do IBGE Rebeca Palis.

Já na comparação trimestral de ano a ano, a alta foi 2,1% no quarto trimestre de 2017 frente ao mesmo período de 2016.

"Com teto de gastos, o governo não pode investir".

No setor externo, as exportações brasileiras de bens e serviços cresceram 5,2% e as importações também subiram 5%.

A Formação Bruta de Capital (FBC), que o INE designa também como investimento, mas que inclui o impacto dos 'stocks', avançou 8,4% no conjunto de 2017, o ritmo de crescimento anual mais elevado dos últimos 19 anos. As porcentagens dos anos anteriores foram de -3,2% (2015) e de -4,3% (2016).

Segundo o IBGE, o consumo das famílias mostrou expansão de 0,1 por cento entre outubro e dezembro passados, na margem, e de 1 por cento em 2017 todo. O país poupou em 2017 o equivalente a 14,8% do Produto Interno Bruto. Na comparação com o quarto trimestre de 2016, o PIB da agropecuária mostrou alta de 6,1%.

Já o setor de serviços avançou cerca de 0,3 %, puxado principalmente pelo resultado positivo de 1,8% do comércio. Em relação ao terceiro trimestre, as exportações caíram 0,9% e as importações cresceram 1,6%.

Apesar dos avanços na indústria e nos investimentos, o PIB brasileiro ficou praticamente estável na passagem do terceiro para o quarto trimestre de 2017.

Comparativamente com o 3º trimestre, o PIB aumentou 0,7% em volume (0,6% no trimestre anterior).

Edition: