LIBERTADORES: Corinthians estreia em Bogotá e o Flamengo no Engenhão

Em um campo anexo ao El Campín, onde será disputado o jogo, Carille ensaiou os seus titulares em um enfrentamento em campo reduzido com Vital como única novidade.

O jovem meia Mateus Vital foi o escolhido do técnico Fábio Carille para repor a baixa de Rodriguinho contra o Millonarios, em Bogotá, na primeira partida do Corinthians na Conmebol Libertadores da América deste ano.

Impulsionado pela vitória sobre o Palmeiras que encerrou uma série de três jogos sem triunfos no Campeonato Paulista, o Corinthians estreia na Copa Libertadores preparado para sofrer.

Corinthians começou a partida com a mesma formação do clássico contra o Palmeiras, sem centroavante, o 4-2-4 de Fábio Carille. Em 2016, o time caiu nas oitavas de final diante do Nacional, do Uruguai, ainda sob o comando do técnico Tite.

No campo das apostas para o Corinthians que precisou se refazer para 2018, Juninho Capixaba foi a principal.

"Temos de equilibrar, ter desempenho bom em clássicos, mas ter regularidade". O jogo aconteceu no Estádio El Campin, em Bogotá, e foi válido pelo Grupo 7 da competição. O Millonarios, por sua vez, visita o Independiente, em Buenos Aires, no dia 15. Esse número não chega a ser um drama, como em La Paz, que fica a 3.600 metros, mas muda a trajetória da bola e pode prejudicar a condição física dos atletas. O meia cumpre suspensão por ter sido expulso na noite em que o Corinthians foi eliminado da última Copa Sul-Americana pelo Racing, da Argentina.

Apesar de ter perdido algumas peças importantes que faziam parte do elenco na conquista do título colombiano, o presidente do clube Enrique Camacho investiu pesado para manter o elenco forte para a sua 17ª participação no torneio continental, sendo a terceira nos últimos cinco anos.

Em termos de escalação o técnico Fábio Carille não poderá contar com Rodriguinho. O meia conseguiu encontrar Romero em projeção e lançou o atacante, que tentou bater cruzado, mas acabou nas mãos de Fariñes.

Edition: