Zé Ricardo confirma proposta de time árabe e admite deixar o Vasco

O Vasco da Gama está tentando convencer o técnico Zé Ricardo a não aceitar a proposta milionária para assumir o Al-Ahli, dos Emirados Arábes.

Além disso, o Cruz-Maltino também aceitaria renovar o contrato do treinador até o fim de 2019 (atualmente vai até o fim de 2018). Uma definição nesta sexta-feira não está descartada.

O treinador não abriu sobre valores, mas o Blog apurou que o Al Ahli, ex-clube de Éverton Ribeiro, está disposto a pagar aproximadamente R$ 500 mil por mês de salário por um contrato de três anos. O treinador não prosseguiu com as conversas com o clube exterior antes de selar a vaga na fase de grupos.

Ciente do interesse árabe, o presidente Alexandre Campello já autorizou Paulo Pelaipe e Newton Drummont, homens que cuidam do futebol vascaíno, a fazer uma oferta para manter o treinador. Nesta sexta-feira, os titulares na Bolívia ficaram no centro de treinamento em Vargem Pequena, enquanto que os reservas treinaram com Zé Ricardo em São Januário.

Desde esta chegada ao Rio de Janeiro, Zé Ricardo conversa com familiares e pessoas próximas na busca de conselhos sobre qual atitude seria a melhor a ser tomada. Os vencimentos do treinador no Vasco são R$ 170 mil mensais.

Zé Ricardo chegou ao Vasco no segundo semestre do ano passado, após um período no comando do Flamengo. Mas a possibilidade de trabalhar fora é um desejo antigo meu. A contratação de um substituto, diante da proximidade do início da fase de grupos, pode atrapalhar os planos cruz-maltinos no torneio.

Edition: