Magazine Luiza investe R$ 85 milhões em tecnologia e cresce vendas digitais

A rede Magazine Luiza teve em 2017 o melhor resultado já registrado pela empresa.

O Magazine Luiza apurou lucro líquido de R$ 165,6 milhões no quarto trimestre de 2017, montante 3,5 vezes maior que o apurado em igual período do ano anterior, o que representa um crescimento de 259,5%.

O ritmo do crescimento das vendas - muito acima da média do varejo de eletroeletrônicos e móveis - foi um dos destaques.

No ano de 2017, o lucro da varejista atingiu 389 milhões de reais, mais de quatro vezes o lucro de 2016, que foi de 86 milhões de reais. Graças ao aumento das vendas, as despesas operacionais foram diluídas em 1,7 ponto percentual. O e-commerce total registrou vendas de R$ 1,423 bilhão, avanço de 60% na mesma base de comparação.

"À medida que o comércio eletrônico tem uma tendência de crescimento nos próximos anos, acreditamos que a MGLU já possui a melhor plataforma B2C (multicanal) e poderia alavancar a expansão da operação de marketplace", afirmam os analistas do BTG Pactual, Fabio Monteiro e Luiz Guanais.

A varejista disse ainda que irá abrir os serviços dos centros de distribuição da empresa para os sellers do marketplace. Nos últimos três meses do ano, o faturamento do Cartão Luiza dentro das lojas cresceu 52%.

As vendas das lojas físicas também apresentaram forte expansão: 20% entre os meses de outubro e dezembro do ano passado.

O marketplace do Magazine Luiza, lançado em 2016 e que já reúne mais de 750 sellers e mais de 1,5 milhão de itens disponíveis, faturou 230 milhões de reais no ano passado.

Em abril, o Magalu adquiriu a startup mineira Integra Commerce, especializada na integração de lojistas e marketplaces.

O movimento de transformação digital e seus resultados fizeram com que, recentemente, a revista americana Fast Company incluísse o Magalu entre as 10 empresas mais inovadoras da América Latina.

Edition: