Governador de Santa Catarina desativa 3 ADRs na Região

Das 35 Agências de Desenvolvimento Regional, 15 serão desativadas. O objetivo das mudanças é reduzir o tamanho e a despesa com a estrutura administrativa do estado.

Pinho Moreira também desativará quatro secretarias executivas. "É por isso temos que tomar decisões importantes nesse início para atender a lei e cumprirmos com o que temos mostrado para Santa Catarina como prioridades absolutas: Saúde e Segurança", completou o governador.

Serão desativadas as Secretarias Regionais de Itapiranga, Dionisio Cerqueira, Palmitos, Seara, Caçador, Ituporanga, Taió, Ibirama, Timbó, Brusque, Laguna, Braço do Norte, Canoinhas e São Joaquim.

Governador anuncia desativação de regionais no Vale do Itajaí
Governador de Santa Catarina desativa 3 ADRs na Região

Ele disse que outras reformas visando economia serão anunciadas em março.

Para falar da desativação das ADRs, o governador Eduardo Pinho Moreira relembrou o plano de governo elaborado em conjunto com Luiz Henrique da Silveira para o pleito de 2002. O peemedebista alega que há dificuldades burocráticas na liberação do recurso pelo BNDES. Desse dinheiro, R$ 360 milhões serão usados para investimentos diretos do Estado, como a recuperação das pontes Pedro Ivo, Colombo Salles e Hercílio Luz, em Florianópolis, além da revitalização da rodovia SC-401. O modelo será apresentado ao banco por meio de carta consulta. "O restante dos recursos continua sendo discutido para que chegue até os municípios no melhor formato", ressaltou.

O governador recém-empossado Eduardo Pinho Moreira anunciou em coletiva de imprensa feita nesta quarta-feira, dia 21, que desativará 15 Agências de Desenvolvimento Regional.

Edition: