Em jogo tenso, Grêmio fatura a Recopa Sul-Americana nos pênaltis

Durante o tempo normal e a prorrogação o placar ficou no 0 a 0, já nos pênaltis Marcelo Grohe catou a última cobrança e saiu para o abraço. Aoa onze, Everton e Cícero protagonizam outra chance real de gol. O Grêmio faturou o bicampeonato da Recopa Sul-Americana após empatar em 0 a 0 no tempo regulamentar e na prorrogração, e vencer o Independiente por 5 a 4 nas penalidades, com direito a defesa de Marcelo Grohe na última cobrança.

Por terem jogado poucas vezes nesta temporada, os reservas estão atuando pelo Campeonato Gaúcho e o desempenho do Grêmio até agora é sofrível. No primeiro tempo, foram distribuídos seis cartões amarelos. A missão deveria ter sido mais fácil, já que Amorebieta foi expulso ainda no primeiro tempo, após falta dura em Luan. Sem muito acréscimo, o que foi equivocado, a arbitragem termina o primeiro tempo. O atacante cortou para a direita e chutou no centro do gol, onde estava colocado o goleiro Campaña. Everton fez o quarto gol gremista.

A intensidade ofensiva do Grêmio permitia espaços ao Independiente, mas logo o jogo perdeu em intensidade e o time da casa só foi chegar em um lance fortuito.

O Grêmio deixou evidente o seu cansaço deste início de temporada e teve muita dificuldade para incomodar o adversário. Dentro da área, o atacante tentou o chute de pé esquerdo, mas foi fraco.

Precisando de alguém na área, Renato removeu Jaílson para a entrada de Jael. Com a torcida gremista calada, a única coisa que se ouvia na Arena era a hinchada do Independiente. Ele recebeu em velocidade e bateu cruzado para defesa do goleiro. Jael cabeceou como manda a regra e a bola, caprichosamente, raspou o travessão em direção à linha de fundo.

O problema é que o árbitro Enrique Cáceres não teve coragem de dar um pênalti claro para o Grêmio em jogada que Jael foi empurrado nas costas ao saltar para escorar cruzamento à área.

Aos onze minutos o Independiente teve chance claríssima. Assim como na partida da Argentina, o Grêmio ficou com um jogador a mais antes do intervalo. Mas o Independiente não viveu apenas de defesa e em algumas vezes que foi ao ataque chegou com perigo e também criou situações embaraçosas para os defensores do time brasileiro.

Ao longo dos 120 minutos, Luan, Cícero, Jael e Everton, este último o melhor em campo, perderam seguidas oportunidades. Os argentinos erraram as tentativas de conclusão e o lance parou com falta em cima de Kannemann.

Grêmio campeão da Copa do Brasil de 2016, campeão da Libertadores em 2018 e agora campeão da Recopa Sul-Americana em 2018.

Só um time jogou no segundo tempo: o Grêmio.

Com nove minutos o Independiente quase transforma a inferioridade técnica e numérica em vantagem no placar. Aí, foi a vez de Marcelo Grohe brilhar. Renato ainda promoveria a saída de Alisson para a entrada de Maicosuel. Abriu mão do ataque para jogar com cinco zagueiros e apostar na prorrogação e na disputa por pênaltis. Depois, Luan recebeu com espaço e acertou o zagueiro.

Edition: