IBC-Br registra alta de 0,29% em outubro em comparação a setembro

A economia brasileira avançou 0,29% em outubro, frente a setembro, de acordo com o Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br). Em comparação com outubro de 2016, o índice registrou expansão de 2,92% na série sem ajuste e de 2,33% com ajuste. Em abril, houve estabilidade e foi registrada queda em março (-0,34%), maio (-0,15%) e agosto (-0,35%). Com o ajuste, é de 0,85%. Nos 12 meses encerrados em outubro, o crescimento acumulado ficou em 0,21% na série sem ajuste e em 0,26% no dado ajustado.

A economia brasileira abriu o quarto trimestre de 2017 com crescimento.

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. A expectativa dos economistas é de um crescimento de 0,96%, 0,05 ponto percentual.

Tanto o IBC-Br quanto o PIB são indicadores que medem a atividade econômica, mas têm diferenças na metodologia. Os resultados do IBC-Br, porém, nem sempre mostraram proximidade com os dados oficiais do PIB.

O cálculo dos dois é um pouco diferente - o índice do BC incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, além dos impostos. Com o menor crescimento da economia, por exemplo, teoricamente haveria menos pressão inflacionária.

Pelo sistema que vigora no Brasil, o BC precisa ajustar os juros para atingir as metas preestabelecidas de inflação.

Edition: