Lucho González é acusado de tentativa de homicídio pela mulher

"O meu marido, Lucho González, tentou me matar".

Os veículos de imprensa 'Correio da Manhã', 'Diário de Notícias, e 'Record', de Lisboa, publicaram vídeo de Marques relatando o drama, ocorrido, segundo ela, na frente de dois filhos pequenos (2 e 7 anos), além dos empregados, responsáveis por evitar a tragédia.

Lucho González não ficará no Atlético-PR na próxima temporada.

Já Andreia Marques refere, na mesma entrevista, que o Paranaense afastou o argentino depois de saber das alegadas agressões.

"Nós discutimos e ele empurrou-me várias vezes". Depois, me atirou na cama e apertou meu pescoço com as duas mãos e dizia: 'Eu vou te matar'. "Fiquei toda pisada e com os pulsos todos cortados", disse Andreia ao jornal português. Depois pendurou-me na janela, chamou os nossos filhos [Maria, de 2 anos e Matteo, de 7] e disse: 'Venham ver a vossa mãe louca a morrer'. Ele também agrediu o Matteo, que pedia para parar. A partir daí esvaziou a casa, tirou todas as joias e valores, tirou o dinheiro das contas, bloqueou todos os meus cartões, roubou meu dinheiro e até das funcionárias. Como foi hospitalizada, por conta dos cortes no pulso, o fato teria chegado à Justiça, que proibiu Lucho de se aproximar da esposa de uma distância inferior a 500 metros.

Andreia da Silva Marques González e Lucho González estão juntos desde o ano de 2009. A Polícia Civil confirmou o caso e abriu inquérito para investigar a situação. Testemunhas também devem ser ouvidas nos próximos dias. Depois, começou a gritar: 'vou te matar, vou te matar - completou.

Durante uma discussão do casal, Lucho terá pendurado a mulher numa varanda, ameaçando largá-la, com os filhos a assistir. O Atlético não vai comentar a denúncia feita pela esposa de Lucho, nem esclarece se a decisão de não renovar o contrato tem relação com o episódio. O filho mais velho, Matteo, também terá sido agredido, de acordo com a mulher de Lucho.

Edition: