Exame confirma fratura na clavícula de Diego Alves

O goleiro Diego Alves fraturou a clavícula durante a vitória do Flamengo sobre o Junior Barranquilla por 2 a 1, de virada, na última quinta-feira (23), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Na sexta-feira, será decidido se é necessária uma intervenção cirúrgica.

O Flamengo tem três goleiros inscritos na competição: Diego Alves, Muralha e Thiago; entretanto, agora dois destes três zagueiros estão lesionados. No embate no Maracanã, ele acabou substituído por Alex Muralha, que não atuava desde a final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, em 28 de setembro.

O regulamento da Conmebol prevê, em casos de lesão de goleiro, a possibilidade de substituição.

Flamengo confirma fratura, e Diego Alves está fora do restante da temporada 2017
Sem Diego Alves, veja o que Flamengo tem que fazer para inscrever novo goleiro na Sul-Americana

Diego Alves, que foi para o hospital para realizar exame de imagem durante o jogo do Flamengo, já foi liberado e descansa em casa até começar o tratamento.

Carlos Símon, ex-árbitro e comentarista dos canais Fox Sports, apontou penalidade no lance, já que Diego Alves chegou atrasado no lance. Ainda no primeiro tempo, Diego Alves se chocou com González e teve constatada fratura na clavícula. De acordo com um ortopedista ouvido pela reportagem, caso ele tenha quebrado sem lesionar um nervo do ombro, a recuperação dura entre quatro e seis semanas - portanto, o arqueiro ficaria fora do restante da Sul-Americana.

Antes de entrar em campo, Muralha foi saudado pela torcida, que, a pedido do técnico Reinaldo Rueda, gritou o apelido dele.

Edition: