Sporting-Chaves. Battaglia no banco, Podence no onze leonino

Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão; Gelson Martins, William Carvalho, Bruno Fernandes e Acuña; Podence e Bas Dost.

O resultado foi uma maior tracção atacante que não demorou a dar resultados. Bas Dost inaugurou o marcador logo aos seis minutos, após canto de Bruno Fernandes.

Apesar de algumas bolas perdidas em zona de construção, os 'leões' não tiraram o pé do acelerador, perante um Chaves incapaz de dar trabalho a Rui Patrício, e, aos 15 minutos, Bas Dost 'bisou', de cabeça, primorosamente assistido por Podence. Três cabeçadas certeiras na crise de finalização da equipa e do jogador. A vitória estava garantida e Jesus respondia, como prometera na antecipação do encontro, à alegada fase negativa do "leão", que vencera apenas um dos seis encontros anteriores e frente a um adversário acessível como o Oleiros (2-4), que milita na terceira divisão, para a Taça de Portugal. O holandês viria também a apontar o 2-0, aos 12', numa primeira parte na qual Acuña fechou as contas, ao marcar o terceiro golo aos 39'.

O triunfo mantém o clube de Alvalade na perseguição ao líder FC Porto, que tem 25 pontos, mais dois que Sporting, na segunda posição.

Edition: