Sérgio Cabral é condenado pela 3ª vez, a 13 anos

O juiz Marcelo Bretas impôs uma pena de 13 anos ao peemedebista no processo que tratava da Operação Mascate. Entre 2007 e 2014, a lavagem de dinheiro foi de R$ 3,8 milhões.

Esta é a terceira condenação de Sérgio Cabral. O ex-governador foi condenado pelo juiz Sergio Moro a 14 anos de prisão na Lava Jato, a 45 anos pelo juiz Marcelo Bretas na Operação Calicute e, agora, 13 anos nos crimes investigados na Operação Mascate.

A nova condenação acontece um dia depois de o ex-governador virar réu mais uma vez, agora na investigação sobre a compra de votos para que o Rio sediasse a Olimpíada de 2016.

Apontados pelo Ministério Público Federal (MPF) como operadores de Cabral, Carlos Miranda foi condenado a 12 anos de prisão também por lavagem de dinheiro e Ary Ferreira da Costa Filho, a 9 anos e 4 meses por lavagem de ativos e por pertencimento a organização criminosa.

A Procuradoria afirma que o ex-governador cobrava 5% de propina nos grandes contratos do Estado.

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral deixa a sede da 7ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro, na região central do Rio de Janeiro, após ser interrogado na manhã desta segunda-feira, 10. O juiz sentenciante acabou se colocando em uma situação de xeque, porque, quando se fatia a mesma causa em vários processos, a primeira condenação acaba condicionando todas as decisões posteriores.

Edition: