Médico é sequestrado em UPA para acompanhar traficante baleado

Um médico foi sequestrado junto com a ambulância de um posto de saúde na madrugada desse domingo (15), no Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. A coordenação da UPA da Maré informou que vai garantir o apoio aos profissionais que passaram por esse momento. Ele está tão apavorado que se recusa terminantemente a dar esclarecimentos à polícia, pois teme ser assassinado se cooperar com as investigações. Cerca de 50 homens armados com fuzis de guerra invadiram e dominaram a UPA e exigiram que os médicos salvassem o comparsa, que sangrava muito. Os policiais aguardam o médico para que ele também possa ser ouvido.

O motorista da ambulância presenciou toda a ação e já prestou depoimento na delegacia. O sequestrado foi libertado na manhã do mesmo dia.

Um criminoso assumiu a direção da ambulância e um médico foi obrigado a entrar no veículo e acompanhar a transferência. A polícia tenta agora, através dos quilómetros rodados pela ambulância, cujo localizador GPS foi bloqueado pelos criminosos com um equipamento próprio para isso, estabelecer os destinos possíveis de atingir pelo veículo, para tentarem localizar o local para onde o médico e o ferido foram levados.

Edition: