Licenças de importação do Uruguai serão suspensas — LEITE

O Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou na última terça-feira (10) a suspensão das licenças de importação de leite do Uruguai. A decisão vai valer até que se investigue possíveis fraudes na chegada do produto em solo brasileiro.

Setores organizados, produtores, sindicatos, associações e federações reclamam também da quantidade de leite importado do país vizinho e alegam que o Uruguai estaria exportando leite que não é produzido lá, pois a produção do país seria insuficiente para exportar a quantidade que tem chegado ao Brasil. E só será revertida se conseguirem comprovar que 100% do volume exportado ao Brasil são produzidos no Uruguai, afirmou. "É a primeira medida prática que estamos tomando". Sobre o mesmo assunto, o deputado estadual, Gérson Burmann, também ontem na abertura da Expo/Fenadi, enfatizou que além de interromper a compra de leite do Uruguai, são necessárias outras medidas, por exemplo, incentivar o consumo do produto. "Trabalhamos nessa direção, já que a situação está se transformando em quase insuportável para o produtor brasileiro, em função dos custos locais que inviabilizam competir com eles. A decisão é, então, uma necessidade do mercado nacional e serve para dar fôlego ao setor de leite no Brasil", disse o ministro. No entanto, medidas administrativas legais estão sendo adotadas imediatamente.

Essa triangulação foi negada hoje pelos ministro de Pecuária, Agricultura e Pesca do Uruguai, Tabaré Aguerre, pelo chanceler do país, Rodolfo Nin Novoa, que, inclusive, disse que o argumento usado pelo Brasil para justificar a medida é "muito frágil". Mas isso, explicou, está ainda em discussão na Casa Civil e no Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Edition: