Bradesco convoca imprensa para anunciar mudança no conselho de administração

Respeitando a tradição do Bradesco de escolher um nome dentro de seus quadros, a expectativa é que o futuro presidente seja um dos sete atuais vice-presidentes da instituição. Ao todo, Brandão ficou mais de 75 anos no banco.

O Bradesco anunciou nesta terça-feira (10) que Lázaro de Mello Brandão renunciou ao cargo de presidente do conselho de administração do Bradesco e que ele será substituído pelo atual diretor-presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco.

Trabuco, 66, está na presidência do Bradesco desde 2009, ele iniciou carreira no banco em 1969.

Para oficializar a troca do comando, a assessoria de imprensa do banco organizou na próxima quarta-feira (11), às 10h30, uma coletiva na sede do Bradesco para explicar a renúncia de Brandão, que estava no cargo desde fevereiro de 1990.

"O senhor Luiz Carlos Trabuco Cappi acumulará os cargos de Presidente do Conselho de Administração e de Diretor-Presidente do Bradesco até a primeira reunião do Órgão que se realizar após a Assembleia Geral Ordinária prevista para março de 2018, quando então será eleito o novo Diretor-Presidente da Sociedade, de modo a atender ao disposto no Parágrafo Primeiro, do Artigo 7o, do Estatuto Social, relativamente à não cumulatividade dos cargos", diz o comunicado.

"É uma tradição salutar que os bancos brasileiros adotaram e que reflete a boa governança corporativa". Porém, para não tomar nenhuma decisão precipitada, ele preferiu alterar a regra que forçaria Trabuco a deixar a Presidência do banco ao completar 65 anos, para prorrogar o mandato do executivo.

O banco deve também ampliar também seu conselho de administração, mas isso não deve acontecer na reunião de março, segundo Brandão.

Edition: