1602 alunos entram na terceira fase — Ensino superior

Na terceira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público foram colocados 1602 estudantes.

Do total de colocados, 59% conseguiram um lugar numa universidade e os restantes 41% no ensino politécnico.

Por preencher ficaram 2.569 vagas, menos 265 face ao ano anterior, em que haviam sobrado 3483 vagas. Ainda assim, restam 2569 que não foram ocupadas.

As universidades e politécnicos públicos ficaram com 2.569 vagas por preencher concluído o concurso nacional de acesso ao ensino superior distribuídas por 310 cursos, mas a taxa de ocupação global ficou acima dos 90%, segundo dados oficiais. As vagas disponíveis vão agora ser usadas em concursos especiais e nos casos dos alunos que queiram mudar de curso.

Estão concluídas todas as fases do Concurso Nacional de Acesso este ano. Há que esperar pelos resultados de outros concursos e regimes especiais - para maiores de 23 anos, estudantes internacionais, atletas de alta competição, bolseiros dos PALOP ou para os chamados Cursos Técnicos Superiores Profissionais, por exemplo - para fazer as contas finais, mas o Ministério da Ciência e Ensino Superior estima que, no total, o número de "caloiros" chegue este ano letivo aos 73 mil. A esta terceira fase candidataram-se 4.230 alunos, 1.977 dos quais tinha sido colocado na fase anterior à que se matricularam e 1.591 que não ficaram colocados na 2.ª fase de acesso. A área de agricultura, silvicultura e pescas, assim como a de serviços de segurança foram a que registaram as taxas mais baixas de ocupação de vagas, com 38,3% e 51,4% respetivamente.

Os colocados na terceira fase devem matricular-se entre 13 e 19 de outubro.

Edition: