Ex-mulher de Trump diz ser 'primeira-dama' e Melania rebate

Melania Trump respondeu esta segunda-feira às declarações de Ivana Trump, a primeira mulher do presidente dos Estados Unidos que disse numa entrevista que se considera a "primeira-dama". Mas depois de Melania responder-lhe, a empresária voltou com a sua palavra atrás. No entanto, a sua opinião era outra quando falou com a ABC News na segunda-feira.

- Tenho o número direto para a Casa Branca, mas não quero ligar porque a Melania está lá - disse Ivana.

Não quero causar qualquer tipo de ciúmes, ou qualquer coisa do género, porque basicamente eu sou a primeira mulher Trump. "Eu sou a primeira-dama, ok?" Por meio da porta-voz Stephanie Grisham, Melania disse que não gostou da piada e afirmou que está "honrada com seu papel como primeira-dama dos Estados Unidos".

Ivana Trump, de 68 anos, é mãe dos três primeiros filhos de Trump: Donald Jr, Ivanka e Eric. Nas entrevistas que tem dado também revela que a actriz Marla Maples - mãe da quarta filha de Trump, Tiffany - contribuiu para o seu divórcio do então magnata do imobiliário. Que remata: "Claramente não há fundamento algum nesta declaração de uma ex. Isto é lamentavelmente ruído para chamar a atenção e agradar a si mesma". Apesar do escândalo que foi o divórcio, Ivana e Donald Trump mantiveram uma amizade que dura até hoje.

A estas declarações, Melania Trump reagiu emitindo um comunicado no qual esclarece que "tem a intenção de usar o seu título e papel para ajudar crianças, não para vender livros". Ainda assim, admite que o ex-marido foi implacável. "Demorou cerca de dois anos e, quando a situação ficou resolvida, falámos e somos amigos".

Edition: