Secretaria confirma fuga de 75 presos após rebelião em presídio

Rebelião teve a participação de quase 400 detentos.

Conforme a Sejus, 40 policiais do efetivo convencional, 30 de Choque, 8 agentes penitenciários do Comando de Operações e efetivo do Canil da PM também tentam conter a rebelião.

Informações preliminares apontam cerca de 50 foragidos do presídio e a deterioração da unidade em grau elevado. A Polícia Civil e a Promotoria de Justiça de Esperantina foram acionadas para investigar a causa e a motivação da rebelião.

Após a entrada da Tropa de Choque, a rebelião foi controlada.

De acordo com a DUAP (Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária da Sejus (Secretaria de Justiça)), os presos se rebelaram em protesto à transferência de detentos que estava sendo realizada pela gerência do presídio ontem de manhã.

A Secretaria de Justiça do Estado confirmou neste sábado (7) que 75 detentos fugiram do presídio Luiz Gonzaga Rebelo, localizado em Esperantina, durante a rebelião dessa sexta-feira (6).

Além disso, o secretário de Justiça tratou com a Defensoria Pública, Ministério Público, OAB e Prefeitura de Esperantina sobre novas medidas em favor da ordem pública no sistema prisional.

A sejus informou que uma base de segurança foi montada na penitenciária para conter um início de motim entre os presos dos pavilhões B e C.

Conforme o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi) Sinpoljuspi, a Penitenciária de Esperantina tem capacidade para 156 presos, mas no momento abriga 420. Uma investigação foi aberta pela Secretaria de Justiça para apurar o ocorrido.

Edition: