Hackers russos roubaram dados à NSA

A NSA, por sua vez, não utiliza soluções da Kaspersky.

O roubo, que teria sido descoberto no segundo trimestre deste ano, ocorreu em 2015 e as fontes ouvidas pelo diário americano disseram que as informações que foram roubadas podem ajudar as autoridades russas sobre como proteger suas redes contra a NSA e, possivelmente, como entrar nas redes dos EUA.

"Os produtos e antivírus da Kaspersky proporcionam um amplo acesso a arquivos e privilégios elevados nos equipamentos nos quais se instala o software, que podem ser usados por atores cibernéticos maliciosos para comprometer esses sistemas de informação", disse o DHS nesse momento. Parece que finalmente a verdade foi revelada, pois surgiu a notícia de que hackers russos usaram o antivírus da Kaspersky para roubar dados da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos. Em agosto, os relatórios do FBI alertaram as empresas contra o uso do software da Kaspersky, que a Best Buy parou de vender no mês passado. Recentemente, o governo dos EUA proibiu o uso do software em todas as agências federais.

"Qualquer um de nossos especialistas consideraria pouco ético abusar da confiança do usuário para facilitar a espionagem de qualquer governo", assegurou.

Edition: